Sono da beleza: os tratamentos de pele e cabelo que agem durante a noite

O sono de beleza pode ser a solução para pele e cabelos mais saudáveis. Saiba quais ativos podem fazer maravilhas longe de sol, vento ou poluição!

Larissa Drumond , especial para iG São Paulo

dormindo

Os produtos noturnos têm ganhado mais espaço nas prateleiras de perfumarias e farmácias, afinal, é logo antes de dormir que a pele deve ser cuidada para garantir uma textura mais macia e saudável. Durante à noite, estamos livres da interferência de raios ultravioletas e de fatores externos – como vento, poluição, chuva ou frio – e é quando acontece a liberação de hormônios, a melhora do fluxo sanguíneo e o processo de renovação das células. Além de todas essas vantagens, a absorção é prolongada, já que as substâncias podem agir de seis a oito horas sem interrupção durante o “sono da beleza”.

Mas é comum surgir a dúvida: existe ordem certa para a aplicação de todos esses produtos? “Se estiver de maquiagem, o primeiro passo é usar o demaquilante. Depois, lave o rosto com sabonete específico para o tipo de pele – oleosa, mista ou seca. A loção tônica ou a água termal pode entrar em seguida, mas não é uma regra – se você aplicar um ácido durante a noite, não adianta passar um tônico para reestabelecer o pH da pele antes”, afirma Fernanda Carrilho, dermatologista e mestre em Ciências da Saúde pela Faculdade de Medicina da USP. E, então, entram os produtos noturnos, que são muito mais pesados e gordurosos se comparados aos diurnos.

Alguns casos precisam de mais um componente, como clareadores associados a firmadores e redutores de olheiras, por exemplo. “É possível agregar três ou quatro ‘problemas’ em apenas um manipulado. Mas é muito importante fazer uma avaliação com o médico, porque sempre surgem ativos novos no mercado. E se a paciente tiver alguma doença de pele, é possível que piore dependendo do que foi usado”, alerta Fernanda.

Oleosidade

A atenção deve ser redobrada se o rosto for oleoso. Além de evitar manteigas, óleos e hidratantes muito densos, os produtos devem ser sempre oil free e, de preferência, em gel, fluido, espuma ou solução micelar.

Modo de aplicar

Ao aplicá-los na testa, o movimento correto é do centro para as laterais. Na bochecha e no pescoço, o ideal é passar o creme de baixo para cima. Já na pálpebra inferior, aplique de fora para dentro e, na superior, o contrário. E não esfregue: o ato de pressionar com força pode alterar a absorção do creme – ou qualquer que seja o veículo.

Dia x Noite

O protetor solar é indicado para o dia, mas pode ser usado em todos os períodos. “Algumas pessoas não trabalham no horário comercial e, apesar da ausência de raios solares, a luz do computador e da televisão hiperpigmenta”, ressalta Fernanda. Os antioxidantes também têm essa flexibilidade e podem ser usados durante todo o dia, sendo os mais comuns a vitamina C e os derivados da vitamina E.

Por outro lado, os produtos noturnos são recomendados estritamente para a noite. “Na maioria das vezes eles são fotossensíveis, principalmente os ácidos, e há o risco de deixar manchas. Os cremes para mãos, pés e cabelos, como vitamina antiqueda e para o couro cabeludo, são muito mais gordurosos e por isso devem ser aplicados antes de deitar”, conta Maria Paula Del Nero, dermatologista e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

De acordo com Thaís Pepe, especialista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia e membro do corpo clínico do Hospital Sírio Libanês, a noite é uma ótima opção para evitar o risco de vermelhidões, irritação, queimaduras ou ardência causadas por fatores externos. “Tratar da beleza é importante em qualquer momento, mas os produtos noturnos, seja qual for a finalidade, fazem toda a diferença”, diz.

Fonte: IG

Escrito por

Comentários fechados.